BEBÊ-ONÇA DÁ SHOW NO PRIMEIRO DIA LIVRE NO RECINTO DO REFÚGIO DE ITAIPU

post

Ela nasceu mesmo para brilhar. A oncinha deu show no primeiro dia de liberdade dentro do recinto da família de onças no Refúgio Biológico Bela Vista. Em menos de uma hora e meia, a filhote de onça-pintada (Panthera onca) interagiu com a mamãe Nena – brincou, rolou no mato, subiu nas árvores. E, pra completar o espetáculo, nadou.

O aprendizado de agora também será importante se a oncinha tiver seus próprios filhotes. No futuro, os cuidados assimilados com a mãe Nena devem ser reproduzidos com suas crias.

A soltura também foi acompanhada pela diretoria de Itaipu. “Os cuidados que Itaipu tem com a natureza e com a preservação estão refletidos boa parte neste momento”, disse o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Vianna. “A ideia é prosseguir com o programa de reprodução. Itaipu é muito mais que uma geradora de energia elétrica e, em breve, vamos anunciar um concurso para o nome da onça”. O lançamento deve ser anunciado no aniversário de seis meses da onça.

Reprodução rara

O nascimento da onça foi um caso raro no Refúgio. Foi a primeira reprodução da espécie em 14 anos. Antes, outras tentativas haviam sido feitas com outros animais como Juma, Tonhão, Valente e Teka.

A reprodução de onças-pintadas em cativeiro pretende contribuir para a manutenção da espécie, ameaçada de extinção na região Sul do País. Hoje, a população de onças-pintadas na Mata Atlântica é estimada em cerca de 200 indivíduos.

“É difícil formarmos casais oriundos da Mata Atlântica para a reprodução, justamente por estarem tão ameaçados”, disse Wanderlei de Moraes, médico veterinário da Divisão de Áreas Protegidas de Itaipu. Daí a importância do nascimento da oncinha. Ela descende de um casal formado por onças-pintadas vindas de regiões mais próximas do que a Amazônia. Valente é da divisa de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Já Nena é da divisa de Goiás e Mato Grosso. “Foi o local mais próximo que conseguimos. Para nós, é uma conquista”, celebrou Wanderlei.

Refúgio

O Refúgio Biológico Bela Vista está instalado em uma área de 1.908 hectares, na margem brasileira da usina, em Foz do Iguaçu (PR). O espaço reúne hoje a maior diversidade de espécies da flora e da fauna regional, muitas delas ameaçadas de extinção. O plantel de Itaipu conta com mais de 420 animais de 70 espécies.

Mais do que uma atração turística, o Refúgio Biológico de Itaipu é um importante centro de pesquisas e desenvolvimento de projetos, que recebe especialistas do mundo inteiro.

Fonte: Itaipu Binacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>